...
 
Buscar

Movimento global na Saúde da Mente




É sabido que bons hábitos contribuem significativamente para a redução do desenvolvimento de doenças. Pode parecer um caminho mais lógico conectar a ausência de doenças ou enfermidades à saúde, mas há décadas não podemos mais fazer essa restrição, pois tanto a saúde mental como física são conceitos amplos e complexos, e incluem aspectos positivos de qualidade vida e bem-estar, e não somente o estado de não doença.

Aqui no Instituto Cactus sempre batemos na tecla da grande quantidade de fatores refletindo na saúde e no bem estar. A Organização Mundial da Saúde (OMS) já inclui a saúde mental como pauta desde 1946, entendendo que tanto emoções quanto o uso de substâncias químicas, alimentação, relações familiares e de trabalho e habilidades psicossociais implicam em variações nos sentimentos, no grau de felicidade, na construção de uma perspectiva de vida.



Justamente por tantas influências, falar sobre saúde mental hoje é fazer extensas análises sobre indivíduos e as comunidades onde estão inseridos. A análise clínica de um paciente não pode ser a única ferramenta de avaliação, ela deve ser associada à sua história de vida, ao ambiente físico que frequenta, à religião que pratica, à estrutura familiar, à cultura local e ao momento histórico. Com um trabalho amplo de associação de fundamentos médicos e farmacêuticos, psicológicos, epidemiológicos e até espirituais, os resultados são potencializados. A combinação, no campo da investigação social, é imprescindível, quando é necessário estabelecer importantes recortes com grupos focais: crianças, mulheres, migrantes e outros grupos em vulnerabilidade, como medida de objetividade em ações coletivas.


A combinação de conhecimentos compõe descobertas e gera constantes mudanças nos conceitos de saúde mental, os quais são influenciados pelas atualizações e avanços na ciência e nas políticas públicas nacionais e internacionais. Grandes organizações, por exemplo OMS, Unesco e Unicef, atuam para coletar, compilar, organizar e disseminar informações e atualizações. Essas instituições estudam, discutem e traçam metas e tratados para orientar Estados e Nações sobre recursos de saúde mental - como políticas, assistência, recursos humanos e sistemas de informação no mundo.


A OMS tem como objetivo o alcance do maior nível de saúde por todas as pessoas do mundo. Embora os conceitos e conhecimentos estejam em constante transformação, temos uma definição de saúde que traz essa visão global: saúde é o estado de completo bem estar físico, mental e social, e possibilidade de materializar habilidades e lidar com o estresse da vida normal.


Como vai a sua saúde? Como podemos ser mais saudáveis e transpor essa saúde para nossas comunidades? E como fazer parte desse movimento global?